1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Quinta 21 Set

Fuzileiros em África

PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Domingo, 16 Abril 2017 00:00


3875O livro que aqui comentamos foi publicado em 2013; porém, só recentemente nos chamaram a atenção para esta obra, e ao chegar-nos às mãos demos conta de que constitui na verdade, mais uma notável achega para a nossa história no 3º quartel do século XX.

            “Fuzileiros em África”, com o subtítulo “comissão em Moçambique 1964 – 1966” é uma edição de autor, do Cte. Maxfredo Ventura da Costa Campos, um prestigiado Oficial da Armada, recentemente falecido. Especializado em Armas Submarinas, cumpriu duas comissões de serviço no Estado da Índia, serviu como Instrutor de Infantaria na Escola Naval, prestou serviço na Escola de Fuzileiros, que em 1961 instalou em Vale de Zebro, comandou o DFE – Destacamento de Fuzileiros Especiais 1 (1964-66) e as Forças de Marinha no Leste de Angola, em 1970–72. A sua carreira militar terminou, infelizmente, por ter sido afastado da Marinha, como muitos outros oficiais, por deliberação revolucionária, na sequência dos acontecimentos de 25 de Abril de 1974.

            O livro abre com a dedicatória ... a todos os militares do DFE 1, ao sentir-me infinitamente grato por tudo o que fizeram a favor da unidade e de Portugal. Segue-se um interessante prefácio, assinado pelo Gen. Tomás Conceição e Silva, e um preâmbulo, algo genérico, com considerações acerca do PREC, os acontecimentos políticos e militares vividos em Portugal no período de 1974–75. Os diversos capítulos, nomeadamente “A guerra no Ultramar Português”, “A Marinha Africana de Portugal”, “A Recriação dos Fuzileiros Portugueses”, “O Aparecimento e a Cessação dos Fuzileiros Especiais”, “A Escola de Fuzileiros”, “As bóinas Militares”, “O recrutamento dos efectivos de Fuzileiros”, “A constituição das Unidades de Fuzileiros” e “Teatro de Operações em Moçambique” culminam com “Erros Praticados na Guerra do Ultramar”. Em anexos, a relação de efetivos do DFE 1, 3 oficiais (1º Ten Costa Campos, 2º Ten Gomes Pedrosa e S/Ten RN fze Pereira Jardim), 6 sargentos, 14 marinheiros e 54 grumetes, muitos dos relatórios de missão relativos às 103 operações realizadas e documentos associados, designadamente “diretivas”, “ordens de operações” e “informações”, os comentários dos Comandos de Defesa Marítima e do Estado-Maior do Comando Naval de Moçambique.

            Como o autor refere ... os relatos apresentados neste livro tiveram como desejo preservar a memória dos verdadeiros acontecimentos vividos por aqueles que se sacrificaram, sem nada exigirem, para que Portugal pudesse ser transmitido às gerações vindouras. Trata-se assim de um livro algo autobiográfico, com muita informação relativa à (re)criação dos Fuzileiros, às suas operações e às dificuldades que encontraram, designadamente, o deficiente apoio logístico. A falta de compreensão das suas especificidades como “tropa especial” pelas próprias chefias da Marinha e a importância muitas vezes dada às “estatísticas operacionais” são comentadas com objetividade e alguma crueza no último capítulo.

            Em síntese, um texto de muito interesse para quem se interesse pelos Fuzileiros Navais e pela história recente de Portugal, que cumpre perfeitamente o desiderato do autor atrás referido.

            O livro em apreço foi publicado pela editora “EUEDITO” e tem um preço de capa de 12,74€, a que acrescem portes de correio, de 4,38€. Os contactos da editora são e-mail Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar , t/m 93 709 6641, endereço postal Rua Rei Ramiro, nº 695, 5º Esq. Frt. 4400-283 Vª Nª de Gaia.

 


 

Navios de Cruzeiro

MSC Armoria MSC Sinfonia Princess-Danae MSC Melody MSC Opera MSC Lirica Princess-Daphne Athena MSC Fantasia